domingo, fevereiro 01, 2009

Palco de Feras

Photobucket
Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém, provavelmente, a minha própria vida. Viver é uma espécie de loucura que a morte faz.

Clarice Lispector



Escrevo-te como se o Diabo voltasse para devolver a tua alma inacabada e vendida na adolescência mensageira de Deus. Ou Leviatan, o outro príncipe coroado do Inferno, a serpente submersa, o mar, o oeste. No 1º acto assolam-me os 22 dias presentes de explosões em Gaza em grãos de químicos florescentes que mexem nas minhas recordações de infância, donde só restam vampiros psíquicos. O recomeço a cada pedrada de minutos. Maria Madalena voltou, ressuscitou nos Evangelhos Canónicos. A alma que exorciza, reclama os momentos não vividos mas idolatrados da Palestina dependente. Personal Jesus exige, em alta fidelidade, o estado natural do Homem egoísta, egocêntrico e inseguro de Thomas Hobbes, o dissecador da sociedade. Jardins suspensos de pedrarias decore e fashion empreendem cataclismos de desejos. Carrosséis rodopiantes pairam galantes e ociosos no plátano de luxúria que realizas, regada por um simbólico rio Eufrates, com saudades do mar, dos campos e florestas do teu berço. Tal Amitis de Nabucodonosor, olhávamos o futuro intemporal, não ansiávamos o Babilónico verde mas o palco. Noutros livros comíamos batatas fritas, pão com manteiga e enfrascávamos uma gasosa repleta de bolinhas efervescentes. Afinal cada pessoa tem o direito de tudo, mas com medo. O medo que pára a Justiça. E com isso, no semblante, a eterna discórdia. Bellum omnia omnes*. Somos do tempo do jogo da Glória ou do Ganso onde a ponte significou para mim o inconformismo e para ti a tentação. O poço, a terra fértil mas mártir e para ti a certeza de um sexo diferente da alma. O labirinto, cruzando a panaceia universal dos alquimistas, simbolizou a minha segunda vida e a tua também segunda biografia. Somos do sofá, da tv a preto e branco e dos Pássaros das janelas inventadas de Hitchcock e Daphne du Maurier. Longe, a Triologia dos Dragões, encenação de Robert Lepage em terras de Quebeque. Jeanne e Françoise que reconstituiram o seu bairro, uma China imaginária, com caixas de sapatos. Hoje a chinesice é enfrentarmos as ruas, porta sim porta não, de papelões de um mundo só de objectos do Oriente. Vá lá, ainda não chegaram àquele fatídico sítio em Alcochete onde sua Excelência o Sr. Primeiro Ministro espelha agora a sua cara. Fica-nos o admirável tribunal que se calará para sempre como faz com todos, os desta laia, enquanto eu chupo uma Smint de gelo e o Juiz um caldo de galinha. Eu, que não sabia que os profetas da Bíblia não conheciam o vocábulo "Hell" e espetaram com os anjos caídos no Tártaros. Aqueles que, por aqui, fizeram-lhes um shot e mandaram-nos às compras para o shooping. Sei que farás disto um filme e eu um grito no bar, pois "gosto do modo carinhoso do inacabado, do malfeito, daquilo que desajeitadamente tenta um pequeno vôo e cai sem graça no chão".** Sou filha de um pai do passado. Por isso, e procurando histórias, já sabias que eu iria directamente para a encruzilhada das rodovias 61 e 49 em Clarksdale, no Mississippi, onde, tal como tu, Robert Johnson, um famoso cantor e guitarrista americano de Blues, vendeu a sua alma. Assim, soubeste como montar o proscénio e nele colocar verdadeiros actores, inspirando-te. Eu sorvi-lhe a música, e nada coloquei, pois no meu palco já circulavam sombras sem que eu vendesse a minha existência. É assim o meu palco. Como podes aqui ver, é um palco de feras…




*"Cada um de nós tem direito a tudo, e uma vez que todas as coisas são escassas, existe uma constante guerra de todos contra todos", Thomas Hobbes

** de Clarice Lispector



Após esta reflexão, e não fugindo ao tema que me traz aqui hoje, respondo ao desafio que a Marta do Minha Página lançou aqui.



BAR

Hoje sirvo Long Drink Morning Flight

Ingredientes :
4 cl vodka
1 cl triple sec

Preparação :
Preparar no próprio copo longo e preencher com sumo de manga e de laranja.
Adicionar 1 cl de grenadine.

Para decorar:
Casca de laranja, 1 cereja.

Sirvo ainda e em "palco":
Caetano Veloso,"Cucurrucucu Paloma". Filme "Talk to Her", de Pedro Almodovar. Para ouvir coloque em pausa o Music Playlist à direita.

54 comentários:

Marta disse...

Brilhante...
No meio da confusão, haverá sempre a voz de alguém...
Podemos pensar que enlouquecemos tal como este mundo onde vivemos, mas está lá...
Uma resposta perfeita ao meu desafio...
Muito obrigada
Beijos e abraços
Marta

Sofá Amarelo disse...

Escrevo-te porque escrever é uma dádiva que não está ao alcance de todos os seres viventes e humanos: há quem escreva por escrever, quem junte caracteres que alguém um dia decidiu que significariam um som - esses são a maioria - depois há quem escreva com a alma, quem escreva sem lápis nem canetas, quem escreva sem escrever... porque escrever é uma dádiva... e não está ao alcance de todos...

... ah, e ainda não bebi o drink, isto é dissertação pura e dura... escreva-se!

Paulo Sempre disse...

Em 1666, Hobbes sentiu-se ameaçado, devido à tentativa de aprovação no Parlamento de uma lei contra o ateísmo, sendo que a comissão deveria analisar "O Leviatã".A lei não foi aprovada, mas Hobbes nunca mais pôde publicar algo sobre a conduta humana.
Logo Hobbes, foi um "acorrentado" do sistema....
Um sistema político e social de loucos...

Paulo

angel disse...

É sempre muito instigante ler os que escreves. O fazes de uma maneira densa, profunda que chega a corroer a alma. Verdades sobre um mundo louco onde civilizações de culturas tão diversas precisam cada vez mais interagir apesar das diferentes ideologias, credos, insanidades, ou sei lá mais o que.
No mundo globalizado onde tudo acontece a uma velocidade espantosa será possível que os seres humanos sejam capazes de aparar suas arestas?
É tudo muito louco mesmo!!!
Beijo
Angel

veritas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
veritas disse...

E é assim enquanto puder escrever, caso contrário, a morte com certeza...

Bjs. Boa semana.

Delfim Peixoto disse...

Genialmente escrito... gostei da primeira à última " nota"... e vou beber lentamente a receita aconselhada...

zé joão disse...

a naufragar no palco de feras!sim,sim... não,não... e a maior parte das vezes uma palavra nova que usamos para iluminar os pactos antigos com os nossos demonios ,existentes dentro de nós!pois porque em nos sempre existiu a dualidade do anjo e do demonio,somos o conjunto dos dois e o melhor e o pior dos dois,pois tambem somos feras.porem retomando a minha intervenção revelo-vos a palavra que simboliza o nosso pacto com os demónios e nos torna tambem feras no palco de feras ! é nada menos que o famoso "NIM"...

pin gente disse...

e muito bem escreveste.
obrigada por me convidares para um drink.
voltarei a fazer-me convidada e estou certa que continuarei a adorar.

um abraço
luísa

Vieira Calado disse...

Obrigado pela sua visita à minha poesia.

Cumprimentos meus.

marta disse...

Aqui:
http://marta-essence.mine.nu

Gostei de tudo o que escreves-te, mas vou focar-me mais nessa frase do inicio... nao a conhecia, mas realmente tem a sua logica... as vezes a vida é tão estranha que parece que a morte, para algumas pessoas, é a solução mais simples....


beijinho e tem um bom dia ;)

José disse...

Gostei...muito bom..estou a ver que os ares de Porto Côvo são fantasticos para a imaginação...e transcrição de verdades...estive ai há pouco tempo e gostei..lindo, como sempre..tudo de bom

Jorge Vieira Cardoso disse...

intenso e muito bem escrito!

beijo terno...

Teresa disse...

Olá. Obrigada pela visitinha ao meu blog. Adoro esta musica (e o filme também) do Caetano Veloso, portanto foi com muito prazer que aqui fiquei a beber um suminho no teu bar. Beijinho grande

poetaeusou . . . disse...

*
vem Leviatan,
traz as feras,
eu sou o palco . . .
,
Porto Covo,
do meu contentamento,
,
conchinhas, deixo,
,
*

manzas disse...

Descobri…
Um banco do jardim
Que me segredou
Em poesia…
Aromas que aqui
Encontrou
De paz e a harmonia

Sempre grato pelo comentário…

O eterno abraço…

-Manzas-

Baby disse...

No teu bar é tudo muito especial!
Que pena não ter chegado a tempo para que me servisses, do Caetano, "Cucurrucucu Paloma". Essa cena do filme de Almodovar, arripiou-me até à medula. Aquela voz única, no silêncio daquele bar...ficará na minha lembrança como algo que só acontece uma vez.
Beijinhos.

O Profeta disse...

Esplendoroso texto...!


Doce beijo

Mário Margaride disse...

Olá!

Obrigado pela visita e comentário.

Aqui estou a responder ao teu convite, e beber este excelente drink!

Continuação de uma excelente semana.

Beijinhos

Mário

O Profeta disse...

A terra dorme em sobressalto
Um grito brota da alma
Danço com esta bruma de Inverno
Rodopia em meu peito uma estranha calma

Águas despertas, Mar bravio
Cai sobre mim um nevoeiro perverso
Uma onda estende seu manto de espuma
Açoita as pedras adiando o regresso


Boa semana


Mágico beijo

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Angel, belo texto...Espectacular...
Beijos

Carla disse...

uma viagem pela história de uma humanidade que começa e acaba em nós mesmos
beijos

vida de vidro disse...

Texto denso, profundo desafiante. E uma boa sugestão de bebida... **

Entre "aspas" disse...

Texto muito muito denso e profundo.
Quanto ao drink muito bem,extraordinário,melhor se ainda fosse no Marquês, o meu café preferido á qual sou cliente assídua, e que tal este convite?
Bom fim de semana "vizinha"
Bjs Zita

Entre "aspas" disse...

Texto muito muito denso e profundo.
Quanto ao drink muito bem,extraordinário,melhor se ainda fosse no Marquês, o meu café preferido á qual sou cliente assídua, e que tal este convite?
Bom fim de semana "vizinha"
Bjs Zita

Nilson Barcelli disse...

Escreveste um texto soberbo.
Nem tenho mais palavras perante tanta qualidade. Parabéns.
Bom fim de semana.
Beijo.

cõllybry disse...

Profundamente intenso, que fico sem palavras para comentar, a morte só mete medo a quem tem medo do passado...A morte inicio de outra vida...

Gostei muito da receita...

Tem prémio, terno beijo

manzas disse...

Lá fora chove o calado momento
Que repassa na alma, ansiedades…
Saltam inquietas chamas de dentro
Do meu peito, alagadas saudades

Um fim-de-semana ensopado
De paz e harmonia…
De coração ornamentado
De muita alegria

O eterno abraço…

-Manzas-

Tatiana disse...

Agradeço ao convite e cá estou apreciando a riqueza de teu blog.
Gostei muito do que li, vi e ouvi!

Um bela noite e domingo para Ti!

rui disse...

Queria-te agradecer o teu convite
E o meu obrigada pelo teu comentário..... e agora vamos as verdades..Li o que aqui escreveste
senti que Tu escreves com alma que tens uma linguagem que nem estou habituado..porque näo fiz mais que a 4 classe portuguessa..e só leitura..porque sou filho de emigrantes e aqui a escola portuguessa era só mesmo leitura e escrita..o que escrevo foi o que meus pais me ensinaram e os Grandes Amigos portuguesses que desde os meus 13 anos fazem o favor de me corregir e ensinarem através do msn e a minha grande forca de vontade pela lingua do meu País.Li este texto já algumas vezes...conseguiste misturar varios
temas para mostrares a tua revolta
que vais encontrando pelo MUNDO..
Onde a guerra..e a corruptcäo dos politicos..e o que o capitalismo falido väo fazendo a miseria pelo Mundo....Foi sincero naquilo que escrevi..mesmo sabendo que até se podem rir deste comentário..Mas esforcei-me isso tenho a certeza.
sobre os teus drink..olha devem ser bons para quem gosta de alcool
o que näo é meu caso..até hoje estou liberto de alcool e tabaco.
bom domingo..desculpa os erros
um beijinho
Rui

tossan disse...

Um magnífo texto e para acompanhar um ótimo e especial Drink! Abraços

POESIA ABSTRATA

Talvez eu não consiga dizer nunca com meu lápis ou meu computador todas as poesias que afloram em minha mente. Mas não me preocupo, pois desejo ser a poesia viva que não precisa ser escrita, mas que se admira e se ama. *Moly

Nuno de Sousa disse...

Aceito esse drink com todo o gosto e prazer... nada como fazer um brinde...
Felicidades para este seu blog :-)
Obrigado pela visita e belas palavras deixadas...
Vim e aqui voltarei, tem um belo blog e com belas palavras para serem lidas.
Cumprimentos,
Nuno

O Profeta disse...

Passei para te deixar um doce beijo...

Cadinho RoCo disse...

Entre conflitos e contradições percorro por mares e ares dessa transparência que faz de mim passagem qualquer.
Cadinho RoCo

Luis F disse...

Brilhante momento... li e registei

Tomei o drink e apreciei

Gostei muito de aqui estar.

Os meus parabéns

Com amizade
Luis

Baby disse...

Vim dar uma voltinha ao teu bar e ler de novo as coisas que escreves.
Pareceu-me ouvir a voz de Caetano, não sei se foi apenas impressão...
Um beijo.

Sofá Amarelo disse...

Vim tomar mais um drink....

Carla disse...

voltei para reler e ouvir a música
beijos

manzas disse...

Porto Covo!
Boas recordações...


No castelo
Das expressões,
Estas palavras
Sobrevoam
O mundo inteiro…
Acorrenta e entoam
Paz aos corações
E aqui
Ao lê-las…
Ficarei prisioneiro

Uma semana carregada
De saúde,
Paz…
E muito amor.

O eterno abraço…

-MANZAS-

Adriano disse...

Tua presença honrou o meu espaço. Teu blog é sério e de alto nível cultural. Grato!

Adriano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adriano disse...

O comentário foi duplicado, daí tê-lo eliminado. Apenas para esclarecer. Boa tarde!

Isa disse...

Obrigada pela sua visita.
Gostei muito do drink.
Abraço.
isa.

Apenas eu disse...

Nem imaginas como foi chegar aqui e ler Clarice, simplesmente divinal, acho que a conheço... até a sinto parecida comigo nos sentires...

e depois finalizar com uma bebida assim diria Melhor é Impossível.

Obrigada pelo convite. adorei a bebida.

Um beijo meu

Albert disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Albert disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Albert disse...

Estou voltando às aulas, amigo! Vou enfrentar as feras!

Albert disse...

2 comentários repetidos, desculpe!

Rafeiro Perfumado disse...

É com prazer que bebo a bebida, sorvo a voz do Caetano e me delicio com as tuas palavras. Texto grande, mas que gostei muito de ler.

Beijo!

manzas disse...

Redigi no pulsar
Do meu ser
Uma valiosa
Carta guardada...
O sol não nascerá
Sem que passe por lá
Para a ler,
Ou ela será
Lacrada.

(rss)

Obrigada pela visita
e comentário
Que deixou no meu

Pensamentos

O eterno abraço...

-MANZAS-

O Profeta disse...

Passei para te deseja um bom fim de semana...

Violeta disse...

Escrever é um dom que muitas vezes pode ser um escape, uma terapia, um momento de poesia, enfim, pode se rum mundo em poucas palavras...

Anónimo disse...

I found this site using [url=http://google.com]google.com[/url] And i want to thank you for your work. You have done really very good site. Great work, great site! Thank you!

Sorry for offtopic

Anónimo disse...

Who knows where to download XRumer 5.0 Palladium?
Help, please. All recommend this program to effectively advertise on the Internet, this is the best program!