segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Sinto-me como se estivesse em jejum

Photobucket - Video and Image Hosting


A razão porque os fantasmas abandonaram os velhos castelos da Escócia é porque as pessoas deixaram de acreditar neles

Gilbert Chesterton



Disse-me um passarinho que vens de estrada desmentida, após Santiago de Compostela, e que enquanto não chegares não vais descansar. Paras apenas no bar dos caminhantes e Templários de outrora. Mastigas um bocadillo de qualquer coisa e disparas em cartucho um Cristo cigano. No semblante trazes a Arca da Aliança e os seus poderes mágicos que respiram num incensário fatídico onde o teu dragão queima a espada de S. Jorge. Escalaste a intempérie, salvaste a fera porque não te lembras nunca de ter sonhado. A fera disse que queria ser como tu, tal e qual um filho fiel e passou a perseguir-te em adoração terrena. Cheira-me aos teus deslavados adeus, aos pensamentos de ligas e meias de renda em delírios azuis contrastando com o negro que te ficou das ruas. Na minha mesa-de-cabeceira reina a tesoura aberta para cortar os sonhos maus e a imensidão da princesa que sonhei ser para que o teu dragão me resgatasse. As lendas saltam os santos como se o caminho te despoja-se de Monsanto e da marginalidade que te feriu o ego e as ausências de um mimo. Fere-me a saudade em ponta de faca e proa de homem livre que nunca se deixou apanhar. Vieste dum hórreo* exclusivo de pedra e guardador de cereais do melhor exemplo que se encontra na costa atlântica. Lá guardaste os 40 papo-secos onde miúdos como tu matavam a fome com um pacote de margarina Vaqueiro que era mais barato. Lembras a mal cheirosa gataria da vizinha, o desvelo, o desmembramento do puzzle de menino que eras. Fugiste mas nem isso te deixou sozinho, onde passaste ficaram os teus desejos contrafeitos. O furto ou o rapto do Requiem sublime de alimentações que matavam a fome aos teus. Não sonhavas ser Doutor como qualquer menino, juntavas apenas pedras do imenso caminho. Juntava-las nas costas e ias escondê-las para lá da gótica Puente de la Rabia que segundo reza a lenda espanta os cães raivosos. Ali nunca te enfeitiçou as relíquias de Santa Quitéria, isso deixaste para os Vikings mais atrevidos que marejavam no caminho e surgiam do rio Ulla. Hoje construiste um castelo como o de Ponferrada, creio, dele expulsaste o arcanjo da caminhada, mandaste-o fumar uns cigarros de barbas de milho que só os teus fantasmas fumam. Cedeste-o a outro caminhante. Sentas-te, como sempre no chão, era assim que espantavas “o querer ter e não ter” nas saídas de ar quente do metro e nos consílios dos deuses de fachada e senhores. A estes nunca lhes lavaste os pés, arranjavas-lhes os motores dos topos de gama aos quais as Finanças tapam os olhos tal e qual a representação da Justiça. Há que seguir os bons exemplos... Observas os crimes do Padre Amaro e és capaz de os detectar à distância. Crimes soft que os grandes, em sofá de ouro, comandam. Aqueles que depois também dizem “Não” à despenalização do aborto, para de seguida afogarem as mulheres, em fato Chanel, nas chiques clínicas de Espanha. Chamas-lhes cães raivosos que querem os castelos em bandeja de prata sem nunca saberem o quanto pesa uma pedra. Deixas para trás os “tiraboleiros”** que manejam com perspicácia o fumo e os incensos e lembraste do Sr. Comandante, ai duma corporação qualquer, que ficou com metade das horas ganhas por um bombeiro paraplégico a título de contribuição... Que eu saiba contribuímos
com aquilo que queremos. É por isso que olho o futuro e sinto-me sempre como se estivesse em jejum. Um jejum pertinente. Derramo o meu recipiente em espírito e conhecimento. E espero-te para que me leves a Compostela, que me perdoe o santo mas vou sem nada no estômago. Por aqui os lugares são para outros santinhos. Resta-me a ânsia de partir. Pedi-te que me ensinasses a alinhar pedras e por isso vens de S.Cristovão a tiracolo porque no fundo, no fundo o criminoso volta sempre ao local do crime. No espelho esse valor que não sabes dar a ninguém só ao motor que te exalta. Vens porque há uma pedra que só eu conheço - disse-me um passarinho ai pelas 4 da madrugada. Sim a essa hora! A hora a que os passarinhos cantam aqui pelo Alentejo.




*São em sua maioria excelentes obras de cantaria que unem fortaleza e beleza. A razão de ser dos hórreos é a de guardar a colheita em lugar ventilado para permitir a secagem de alguns produtos agrícolas.

** A origem da palavra “tiraboleiro”, está vinculada ao latim “thuribulum” que significa “lançador de fumo”. Homens que manuseam o incensário.




LINKS

  • Caminho de Santiago de Compostela



  • BAR

    Hoje sirvo Champanhe Sidecar

    Ingredientes :
    1/2 de conhaque
    1/4 de triplo seco
    1/4 de sumo de limão
    Champanhe

    Preparação:
    Misturar os ingredientes num shaker,gelar, deitar num copo de champanhe e completar com champanhe.

    32 comentários:

    Maria disse...

    Tinha muitas saudades das tuas palavras. Parabéns. Não nos deixes tanto tempo sem as tuas princesas. Bj

    marta disse...

    Olha que este champanhe sidecar, deve-me tratar da gripe de uma vez por todas.

    Lindo o teu post e duro. Gosto dessa dureza para com quem coração de pedra.
    Beijinhos

    Alexandre disse...

    Oh, que saudades dos fantasmas da Escócia, que tanto fizeram parte da minha imaginação em criança e jovem - ainda hoje digo que tive uma reencarnação num qualquer castelo assombrado da Escócia. E até convivi com o monstro de Lock Ness...

    Muito bem, o texto está fantástico como só poderia estar e o drink vou experimentar quando chegar a casa...

    Super beijinhos!!!!!

    MARTA disse...

    Muitas vezes, o caminho que percorremos está cheio de fantasmas, é duro, sangramos e perdemos ilusões...
    Brilhante como sempre, Angel e o drink apropriado.
    Obrigada.
    Beijos e abraços
    Marta

    Anónimo disse...

    OI
    minha querida Angel adorei o teu post e prometo que vou experimentar o drink...não nos deixes tanto tempo de garganta seca...
    e já agora, será que em vez de tentarmos expulsar os fantasmas que teimam em nos acompanhar no caminho da vida não será mais inteligente aprender a viver com eles? é que alguns dos nossos fantasmas teimam em caminhar ao nosso lado...e nós já não consegimos viver sem eles.
    Beijos

    Cristina disse...

    Happy Valentine's Day
    :)
    Kisses

    El_Felipe² disse...

    Foi um grande momento de evasão e de reflexão como sempre... Obrigado pela tua prosa...

    Jito

    José Alberto Mostardinha disse...

    Olá Angel:

    Bom... da Escócia lembro as revistas aos quadradinhos do clâ McGregor que eu lia em criança.
    Dos santinhos que relatas só posso dizer que eles, pelos vistos, volta e meia "fazem milagres".
    Bom fim de semana.
    Um beijo,

    Alexandre disse...

    Angel,

    Bom Carnaval... alentejano!!!!!

    Super beijinhos!!!!

    Kalinka disse...

    A vida é só uma…breve ou longa, é uma incógnita!
    Numa das imagens mostro uma espécie de relógio que significa o «tempo», e ele é muito importante em todas as vidas. Perseguir e alcançar a felicidade é o sonho humano mais desejado, pois todos temos direito a um quinhão de felicidade.
    Partilha comigo esta busca, perseguindo também a Felicidade.

    Lamento não poder visitar este lindo espaço (blog) durante a semana, mas, a promessa de cá vir ao fim de semana mantenho-a.

    Beijokas.

    BOM CARNAVAL.

    MARTA disse...

    Olá, Angel.
    Passear-nos pelo irreal, muitas vezes ajuda-nos a encontrar a resposta para o real.
    Obrigada pela visita - bom Carnaval.
    Beijos e abraços
    Marta

    José Alberto Mostardinha disse...

    Olá Angel:

    Passa uma boa semana.
    Um beijo,

    Klatuu o embuçado disse...

    Fiquei baralhado... o Mar do Norte passa por Beja...?
    Era bom... preferia viajar de barco... :)

    Entre linhas... disse...

    Encontrei o seu blog nm blog de uma amiga,entrei, adorei o li,não consegui ficar indiferente, quiz deixar o meu "cunho".

    A vida é uma constante incógnita por vezes é nos bastante difícil saber como decifrá-la.

    Se me permitir continuarei a visitá-la.

    Beijinhos Zita

    Entre linhas.... disse...

    Minha linda conterranea aqui estou de novo,fiquei muito surpreendida por seres de Sines,se é a tua foto que está no teu blog não me és desconhecida...mas mais tarde veremos vamos pôr tudo isto em dia :))


    Escreve : particulasdotempo@gmail.com, para te adicinar ao meu msn,caso queiras claro.

    Já agora posso te linkar?

    Alex disse...

    Angel,

    estou definitivamente no Fundamentalidades 2.

    Beijinhos!!!!

    Cristina disse...

    Tem um bom fim de semana
    beijinhu

    o alquimista disse...

    Noite, companheira na viajem ao fundo do lago azul procuro um anjo que veio dos mares do sul...

    Doce beijo

    António Rosa disse...

    Encontramo-nos na fase última de sintonia fina, em que a Nave Terra exige de nós uma maior compreensão do nosso corpo físico. Como cuidá-lo.Como amá-lo. Como felicitá-lo. É toda uma reaprendizagem.

    Abraço

    António

    Alex disse...

    Olá, passei outra vez para deixar um beijinho...

    Entre linhas... disse...

    Olá minha amiga pasei para te deixar um beijinho.

    Zitas

    Alex disse...

    Olá, mais uma passagem para dar os parabéns por este dia e para dizer que ofereço uma rosa e um pequeno poema a todas as mulheres no meu blog.

    Beijinhos. Tá tudo bem?

    Anónimo disse...

    palavras prenhes


    há palavras prenhes de emoção
    atoladas na fúria urgente dos dias

    diamantes brutos
    delapidados
    pela importância pequena das coisas sérias



    Maria José Quintela


    roubado no pn-brevitas.blogspot.com

    façam uma visita que gostarão


    palavras de sábio

    boa noite

    Edwardus disse...

    Olá prima. Gostei do que escreveste. Se tiveres oportunidade, passa no meu blog da sujidade. No blog do horror. No blog do menino que viveu na cidade que não o é:

    http://graveyardscene.blogspot.com

    Beijos.

    Eduardo.

    Rui Luís Lima disse...

    olá

    se gostas de cinema vem visitar-nos em

    www.paixoesedesejos.blogspot.com

    todos os dias falamos de um filme diferente

    paula e rui lima

    Alexandre disse...

    ANGEL,

    Bom fim-de-semana!!!

    Beijinhos!!!

    Entre linhas disse...

    Minha grande amiga passei por aqui para te desejar um óptimo fim de semana.
    Beijinhos Zita

    Cristina disse...

    Angel,
    Ainda ausente? Já temos saudades tuas, volta rápido
    :)
    beijinhu e uma boa semana para ti

    Cristina disse...

    Boa primavera
    :)
    beijinhu

    Entre linhas disse...

    Passei para te desejar um óptimo fim de semana.

    Beijinhos Zita

    o alquimista disse...

    Passei para te deixar um beijinho...

    Bruno Cardona disse...

    Olá, quero desde já agradecer a sua visita e comentário ao meu blog. Parabéns, adorei passar por aqui, que imagens , que palavras, que som, é realmente maravilhoso ver que ha pessoas com este dom de nos fazer sonhar. Beijos.
    Bruno Cardona.